O que é: Qualidade dos vidros na construção de fachadas

Na construção de fachadas, a qualidade dos vidros utilizados desempenha um papel fundamental. Os vidros são elementos essenciais para garantir a segurança, o conforto térmico e acústico, além da estética do edifício. Neste glossário, iremos explorar os diferentes aspectos relacionados à qualidade dos vidros na construção de fachadas, desde os tipos de vidros mais utilizados até as normas e certificações que garantem sua qualidade.

Tipo de vidros utilizados em fachadas

Existem diferentes tipos de vidros utilizados na construção de fachadas, cada um com características específicas que atendem às necessidades do projeto. Alguns dos principais tipos de vidros utilizados são:

Vidro float

O vidro float é um dos tipos mais comuns e amplamente utilizados em fachadas. Ele é produzido através do processo de flutuação do vidro sobre uma camada de estanho fundido, resultando em uma superfície lisa e plana. Esse tipo de vidro possui boa transparência e resistência, sendo ideal para fachadas que exigem uma estética clean e moderna.

Vidro laminado

O vidro laminado é composto por duas ou mais camadas de vidro intercaladas por uma película de polivinil butiral (PVB). Esse tipo de vidro oferece maior segurança, pois em caso de quebra, os fragmentos ficam aderidos à película, evitando acidentes. Além disso, o vidro laminado também possui propriedades acústicas e térmicas, sendo utilizado em fachadas que necessitam de isolamento sonoro e controle de temperatura.

Vidro temperado

O vidro temperado passa por um processo de aquecimento seguido de resfriamento rápido, resultando em um vidro com maior resistência mecânica. Em caso de quebra, o vidro temperado se fragmenta em pequenos pedaços, reduzindo o risco de ferimentos. Esse tipo de vidro é amplamente utilizado em fachadas de edifícios comerciais e residenciais, oferecendo segurança e durabilidade.

Vidro serigrafado

O vidro serigrafado é um tipo de vidro que passa por um processo de impressão de tinta cerâmica em sua superfície. Esse processo permite a criação de desenhos, padrões e texturas no vidro, conferindo um aspecto decorativo à fachada. Além disso, o vidro serigrafado também oferece privacidade e controle da entrada de luz solar.

Normas e certificações para vidros em fachadas

Para garantir a qualidade dos vidros utilizados em fachadas, existem normas e certificações que estabelecem requisitos técnicos e de desempenho. Alguns dos principais padrões e certificações aplicáveis aos vidros em fachadas são:

NBR 7199

A NBR 7199 é uma norma brasileira que estabelece os requisitos para o processamento e instalação de vidros planos. Essa norma define critérios para a seleção do tipo de vidro adequado, dimensionamento das peças, fixação e vedação, garantindo a segurança e durabilidade das fachadas.

ISO 9001

A ISO 9001 é uma norma internacional de gestão da qualidade que estabelece requisitos para o sistema de gestão de uma organização. A certificação ISO 9001 garante que a empresa fabricante de vidros em fachadas possui processos eficientes e controle de qualidade em todas as etapas de produção.

CE Marking

O CE Marking é uma marcação de conformidade obrigatória para produtos comercializados no Espaço Econômico Europeu. Essa marcação indica que o produto atende aos requisitos de segurança, saúde e proteção ambiental estabelecidos pela União Europeia. A certificação CE Marking é um importante indicativo de qualidade para os vidros utilizados em fachadas.

Conclusão

A qualidade dos vidros utilizados na construção de fachadas é um aspecto crucial para garantir a segurança, o conforto e a estética dos edifícios. Compreender os diferentes tipos de vidros disponíveis, bem como as normas e certificações que garantem sua qualidade, é fundamental para a escolha adequada dos materiais. Ao contar com um glossário detalhado sobre o tema, profissionais da construção civil e arquitetos poderão tomar decisões mais informadas e garantir o sucesso de seus projetos.